Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não Te Espero Mais

Vejo-te da janela da minha solidão
Solidão quântica, taciturna
Dilacera o abstrato coração na ilusão
Da esperança que você vai voltar.

Ontem te esperei enquanto as horas passavam,
Enquanto o dia se ia ao final
A ansiedade de ver-te me comovia.

E quanto à noite vinha caminhando
Com seu alento, relento que me consumia
A esperança, mesmo assim queria ver-te.

Ontem, enquanto a semana passava
Esperava eu por você com minha esperança
Alimentada pela saudade que afinal,
No sábado ver-te-ia e esqueceria dos dias
Sem sua presença.

Ontem quando as horas se acumularam.
Virando dias, os dias se tornaram semanas,
E as semanas se transformaram em meses
Os meses se formaram em anos.

E a esperança ainda, mesmo assim
Permanecia fixa no abstrato coração.

Mas hoje não quero alimentar essa esperança,
Pois hoje eu já não te espero mais.

                             18/09/07.
Caio Martins
Enviado por Caio Martins em 18/09/2007
Reeditado em 19/09/2007
Código do texto: T658517
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Martins
São Joaquim da Barra - São Paulo - Brasil, 51 anos
256 textos (5936 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 20:25)
Caio Martins