Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A ESCRAVA DA PALAVRA

Tua carne é fraca.
Eu de idéias sou feita.
Nunca morro,
nunca feneço.
Podes até tentar
- quem sabe? –
afastar-me.
em vão.
Sou carnívora.
completa
e de sentidos diversos.
Para sempre
eterna-mente
sempreviva.
E me instalo
preta
ou
branca
ou

idéia.
Devagar
vou te
digerindo
sugando
açoitando
( quem sabe no meio de tudo,
uma noite de amor...)
Trabalhas, trabalhas,
até que eu diga:
“Chega!”
Remexo na tua chaga mais funda
com minha unha imunda
até vê-la moribunda,
quase morta
de PAIXÃO.

Fabiana Esteves
Enviado por Fabiana Esteves em 19/09/2007
Código do texto: T659704

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fabiana Esteves). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fabiana Esteves
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 41 anos
9 textos (157 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 04:33)
Fabiana Esteves