Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM PÁSSARO SEM SOMBRA

Árvore de estranha copa, a parabólica
Impõe-se entre os prédios de cimento.
Não tem galhos a tremerem contra o vento,
É frondosa pitangueira insólita.

Um pássaro de canto verdadeiro
Repousa nela o corpo - pluma e pena -
E nada lhe devolve a pobre antena,
Nem sombra rala ao sol do dia inteiro.

No interior das casas, a TV
Engana os olhos cândidos do povo:
Não diz que cada dia é um palco novo
E há pássaros pedindo pra viver.

Um grito de socorro em nós se estira,
Clamando o espaço anil da liberdade:
É um pássaro e está preso na cidade,
Pousado numa sombra de mentira.
JUAREZ MACHADO DE FARIAS
Enviado por JUAREZ MACHADO DE FARIAS em 01/11/2005
Código do texto: T66218
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JUAREZ MACHADO DE FARIAS
Piratini - Rio Grande do Sul - Brasil, 48 anos
6 textos (728 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:03)
JUAREZ MACHADO DE FARIAS