Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Baby Baba

Varre pra cá, varre pra lá.
Nunca para de varrer.
As vezez barre, as vezes morre,
e o barro engrossa sem querer.
Limpa a casa e a sujeira
sem sequer dar-se conta
de um lado pro outro
que nem barata torta
a navalha que só corta
que te fere o viver
tem que ver pra crer
que de dia a noite é foda
te entorta mas seduz
sua aura nem reluz
na hora de entrar na roda
só quem viu vai saber
que de noite o dia acaba
e o sol despede a aba
e quem baba,
é você.
cuendes
Enviado por cuendes em 21/09/2007
Código do texto: T662209
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
cuendes
Itupeva - São Paulo - Brasil, 36 anos
18 textos (601 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 01:15)