Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sina

Meu destino é franco e obedeço.
Sou como a ave, que já por sina, voa;
E destino é traço certo no rumo dos anseios.
A vida anda de mãos dadas
Com tanto de amor que me cede.
Sou oferta e sempre disse que não sou poeta;
Mas, andorinha, paira uma vontade imensa
de insistir poesia.
Razão barulhenta retumbando latas...
Contendas imediatas com o coração
Que só se veste em vôos;
E meu querer, sem norte,
Cede à sua sorte;
Seja poesia ou não, que bata as asas
Arco-íris, sol, chuva, trovoada,
Que entregue viagem, frescor e abraço
A quem se enternecer no mesmo laço.
Meu destino é vida...poesia desgarrada.
Não há de ser gaveta, o fim e repouso
De tanto coração... tanta palavra.
Sônia C Prazeres
Enviado por Sônia C Prazeres em 22/09/2007
Código do texto: T664224

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Sônia C. Prazeres www.soniaprazeres.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sônia C Prazeres
Santos - São Paulo - Brasil, 59 anos
178 textos (8571 leituras)
15 áudios (1757 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 22:24)
Sônia C Prazeres