Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VERDADE CENSURADA


Na minha censura, do lugar comum
Não sei explicar o amor.
Seja por ti moderado
Enamorado que estou
Seu fiel confidente, além de amante.

Como previ, não há de repetir
Verso nenhum que eu faça
Sonhos ou flores ou mesmo lua.
Creia-me quando eu digo
Meu silêncio é da boca para fora.

Falo do escuro e de luz prateada
(entendeu a imagem?)
é tudo bobagem.

Seria muito mais fácil te olhar
sem nada te dizer
não há segredo na poesia.

Queiram ou não, os poetas.
Jose Carlos Cavalcante
Enviado por Jose Carlos Cavalcante em 15/03/2005
Código do texto: T6655
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jose Carlos Cavalcante
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
713 textos (53694 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/16 17:38)
Jose Carlos Cavalcante