Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Restos Poéticos

Ora o que me sobra:
um rosto desbotado,
algumas velhas memórias,
uma arte viva,
uns copos transbordados,
a corda no pescoço,
o pulo de cima do vaso
e a Vida que me impede e chama-me.

"Junto tudo na geladeira.
E abro a torneira."
down
Enviado por down em 03/11/2005
Código do texto: T66917
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
down
Fortaleza - Ceará - Brasil, 35 anos
4 textos (208 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:28)