Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESAPEGO

Pelo chão que
Se resvala
A recatada
Síntese que
Me guia,
Eu, mudo de mim,
Planejo fuga
E perdição.
Eu, surdo de mim,
Alieno noites
E tardes
E manhãs
E invernos
E verões
E outras
Coisas que
Se vão pelo
Seco da manhã.
Mário Gerson
Enviado por Mário Gerson em 26/09/2007
Código do texto: T669361
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mário Gerson
Mossoró - Rio Grande do Norte - Brasil, 35 anos
16 textos (533 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 20:28)
Mário Gerson