Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Conversando com a solidão

Salvador, 28 de Setembro de 2007 ás 18:36 da Noite

Últimamente tenho vivido uma rotina ameaçadora, todos os dias tenho saído para trabalhar já com vontade de voltar para casa, aborrecimentos tem se tornado constantes dentro do meu dia-a-dia. Perguntas se ecoam sem que eu obtenha respostas para tal fator, há tempos venho conversando com o meu coração que se dilacera a cada dia, tento fechar meus olhos para dormir ao menos uma noite, mais eles têm se derramado em pranto, lágrimas frias de um coração orgulhoso. O que fazer?
Parece fácil fingir que tais problemas não existam, mais eles estão me perseguindo de tal maneira que não consigo me esconder, é como se eles estivessem se vingando de mim, pois eu já estava acostumado a encara-los de frente e hoje me vejo de mãos atadas de modo que não posso mais lutar contra eles, só que agora me vejo perdido entregando-me a solidão, não tenho mais forças, e a única coisa que posso fazer é admitir que sou um derrotado e que todas as lutas foram em vão.
E em meio a todas essas baboseiras que escrevi, descubro que minhas perguntas jamais serão respondidas, no máximo serão esquecidas, apagadas e entregue a essa triste solidão.
Nilmário Quintela
Enviado por Nilmário Quintela em 28/09/2007
Código do texto: T672585

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Nilmário Quintela). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nilmário Quintela
Salvador - Bahia - Brasil, 31 anos
214 textos (19308 leituras)
1 áudios (707 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 13:48)
Nilmário Quintela