Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

   Palavras que nunca te direi...



Amei e sofri, como nunca amei ninguém...

Amei-te no silêncio de tua indiferença,

Mesmo assim amei-te.

 

Vivi cada dia com a esperança,

A esperança do teu renascer...

E ter-te de volta,

 

Mas nada...,

 

Com as minhas forças continuei a viver...
Lutei para que este amor não morresse.


Os dias foram passando...

...

E o meu coração sofrendo.
...

Aos poucos fui morrendo...
Até ao dia em que meu coração

Gritou de dor...

 

 E meu amor por ti morreu...

 

Débora de Andrade
Enviado por Débora de Andrade em 29/09/2007
Reeditado em 30/09/2007
Código do texto: T674035

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora de Andrade
Portugal
58 textos (3729 leituras)
10 e-livros (199 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 08:06)