Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aquarela da Cissa

Cissa de Oliveira

Eu amo a poesia, os versos,
a aquarela das frases poéticas.
Até mesmo as incendiáveis:
euforia às sextas-feiras de tardezinhas
efêmeras como cinzas ao vento.

Eu amo sim, a poesia. Incondicionalmente.
Principalmente quando ela finge
se aquietar, túrgida como a semente
a germinar, sem saber,
sob a terra úmida
do meu fragmentado tempo.

 

Cissa de Oliveira
Enviado por Cissa de Oliveira em 30/09/2007
Reeditado em 21/10/2007
Código do texto: T675273
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cissa de Oliveira
Campinas - São Paulo - Brasil
139 textos (28593 leituras)
10 áudios (1461 audições)
1 e-livros (918 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 23:32)
Cissa de Oliveira