Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CALADO, CALADO

Venham, navi-formes espectros
de porões superlotados de quase nada...
em meu porto, o que não falta
é CALADO...
CALADO estou, CALADO sou,
CALADO, sim,
pelo silêncio barulhento
que flui de mim
à beira do mar imenso e abissal,
embatendo contra meus sonhos
e lançando seus destroços
sobre as areias geladas
do meu infinito... CALADO...
Marinhante
Enviado por Marinhante em 01/10/2007
Código do texto: T675843
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marinhante
Rio Grande - Rio Grande do Sul - Brasil, 74 anos
114 textos (1438 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 06:36)
Marinhante