Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MORRER AO SOM DE " SUMMER TIME"

 

        Summer time, summer
        et il verano de nosotros,
       esta música me põe ralmente emocionada
       e fico a ouvir, a viajar por estradas áridas,
      mas vislumbro noites frescas no deserto
      e um bar em New Orleans, um piano,    
                                                   almíscar no ar
      e uma lua cheia de fazer chorar prantos
                                                        derramados
      feito lágrimas de estrelas cintilantes...
     Ah, essa música...
     onde foi que dormiu o anjo bêbado
     que te criou em alguma noite de desespero?
     Eu quero viajar em tuas notas 
     lento escorrer de sangue
     em veias abertas
     beberei todas nesta noite
     la nuit qui ne dorme jamais!
     beberei a nós dois
     na solidão deste bar em New Orleans
     diante do pequeno palco
     com cheiro de histórias antigas
     cantarei ao som do teclado
     dançarei um afro can-can
     com meu vestido vermelho
     e pés descalços marcando forte o ritmo
     e erguendo a saia
     corista renascida de velhas fotografias... 

     E minha pele escurecerá por simbiose, 
     nesse desvario movido a gin...
     Summer time 
     el tiempo sera perdido
     el tiempo de nosotros
     se queda lejos, lejos
     e eu bebo a nossa vida patética
     e sem horizontes de sóis escaldantes
     eu bebo as notas
     que viajam dentro de mim
     até o lugar mais recôndito
     despertam os meus mais raros 
                                                    sentimentos

      Eu viajo com você " Summer Time"   
      bendigo aquele que
     rompeu caminhos doloridos
      na alma para encontrar
     a pedra mais preciosa neste lamento
     em forma de música

      Ah, New Orleans...
     dentro de mim é palco iluminado
     é dor e alegria em madrugadas insones
     Magia nascida de mãos negras
                                                  nos algodoais
     faz ferver meu sangue
     faz eu querer gritar, dançar!

     Eu queria morrer aqui ao som de
                                              Summertime
     tombar lentamente... 
     o corpo  na mais linda dança
    cisne em corpo de mulher
    harmonia de passagem
    loucura de proscrita
    folha seca levada pela brisa...
    Morrer assim, ouvindo essas notas
    girando, girando... 
    
tania orsi vargas
Enviado por tania orsi vargas em 02/10/2007
Reeditado em 23/05/2011
Código do texto: T677833
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
tania orsi vargas
Taquara - Rio Grande do Sul - Brasil
772 textos (51506 leituras)
4 áudios (521 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 06:19)
tania orsi vargas