Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amar

Vivi muitas vidas para concluir
Que o amor é um carrocel de aflições.
Já galopei em seus inúmeros cavalos
E queimei as mãos em suas rédeas de fogo.
O amor é um estado de tragédias permanentes,
É o sangue que insiste em brotar de cada ferida.
Quem ama é sempre o Lázaro,
Cujo coração adoece a cada encanto vivido.
E o encanto de amar é o agonizar
Sobre a cama dos enfermos.
E não há cura, somos convalescentes.

Amamos sempre de olhos fechados
E quem vai me dizer que ficamos cegos?
Ficamos em coma, e só isso.

A morte? É simplesmente
Quando despertamos.

 

 
 
Tom Lazarus
Enviado por Tom Lazarus em 02/10/2007
Código do texto: T677988

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tom Lazarus
Gravataí - Rio Grande do Sul - Brasil, 38 anos
53 textos (4989 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 03:43)
Tom Lazarus