Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALIENADA


Se te peço um tema
Você logo me fala
Que não sabe
E não fala nada
Desse negócio
De amar.

Fica ai... parada
Dizendo predicados
Frases feitas
Que não dão efeito
E que nem mudam
O sujeito

Fica preocupada
Ouvindo velhas musicas
E dando risadas
Das velhas piadas
Quase que
Totalmente alienada

Se te falo um tema
Você logo foge
Você logo morre
E me grita que não sabe
Que não sabe nada
Desse negócio de amar.

E se sabe
Ah...
Dessa forma alienada
Tem medo de contar.

Adriano Hungaro
Enviado por Adriano Hungaro em 06/10/2007
Código do texto: T682957
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Adriano Hungaro
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
549 textos (39411 leituras)
10 áudios (1608 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 15:31)
Adriano Hungaro