Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A BUSCA

Quis quardar a felicidade
em algumas velhas fotos,
para eu sempre a ter em
qualquer ano, mês ou dia.

Felicidade que estava
presa, viva nos meus olhos,
presente do tempo onde
a luz do sol eu colhia.

Que idéia descabida e sem
sentido foi essa minha!
a felicidade desbotou,
não a reconhecia mais lá.

Fugidia como os sonhos
na liberdade aparecia.
Cobro das asas do tempo
a sua volta para eu lembrar.

A felicidade é um presente
oferecida pela vida,
na forma de uma flor que
mesmo se cuidando morre.

De vez em quando se sente,
fugaz como uma brisa,
num beijo, um sorriso, e sua
falta numa foto que se olhe.

Naldo Coutinho
Enviado por Naldo Coutinho em 08/11/2005
Reeditado em 04/09/2007
Código do texto: T68634
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Naldo Coutinho
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
111 textos (6977 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:03)
Naldo Coutinho