Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Manhã de sol

Tempo belo, céu azul, entre nuvens eu fico aqui,
tentando adivinhar as cores, entender estes botões
que de tanto se esforçarem, resolverão virar flores

Meus olhos perseguem este sol, nesta manhã
que resolveu me abraçar, com os pássaros a
cantar, e o vento a me tocar, descobrindo
um sentimento, e voltando para o mesmo lugar

Corre os anos, as semanas, os dias,
os minutos, os segundos, o amanhã surge, e junto
com ele o infinito de um horizonte largo a
procura de uma camada fina onde surge a luz

A manhã se abre de tanto esperar o escuro da noite
passar, e o sol vem iluminado essa manhã linda que se
encontrou comigo, dentro da minha alma abafando a tristeza

Não é por nada não, mas em manhãs de sol, eu prefiro
esquecer a minha saudade, e deixar o tempo fluir,
a emoção ficar, e a alegria entrar

Não é por nada não, mas em
tempos de luz, as angústias se fecham, e não sobra
tempo de trevas e nem de desilusões, mas uma manhã
de sol para abrir as nuvens deste meu coração




Roberta Mendes de Araújo
Enviado por Roberta Mendes de Araújo em 09/10/2007
Reeditado em 10/10/2007
Código do texto: T686682
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Roberta Mendes de Araújo
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil, 34 anos
218 textos (63856 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 03:39)
Roberta Mendes de Araújo