Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poesia do Diabo

O velho homem passa fome
Na favela do temor
Seus três filhos choram por leite,
Sua mulher dorme em tremor

A noite é escura, fechada em meio ao céu
Não existe solução;
A insônia, ardente e fria
Arrasa e cresce a solidão

Esperança é o que se pede,
No olhar negro do chão,
As promessas sempre vindas,
São mentiras de eleição

A poesia do diabo é escrita no senado,
Sociedade nasce cega, para ouvir o charlatão
Tudo belo, sempre lindo,
Na ética da corrupção

Os dias passam, a noite chega
Não se tem o que fazer,
Os diabos ditam as regras
Mas no inferno eles não estão

Pobre homem, velho homem
Não te posso dar a mão,
Quero o prato, justo em mesa
Pra de fome morrer não
Victor Lazzaro
Enviado por Victor Lazzaro em 11/10/2007
Código do texto: T689788
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Victor Hugo Pereira Lazzaro v.lazzaro@hotmail.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Victor Lazzaro
São Paulo - São Paulo - Brasil, 29 anos
34 textos (2536 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 09:53)
Victor Lazzaro