Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Em meus braços

Em meus braços
23:40 04.02.2007


Dorme amor, que é justo o teu sono
Que a doçura de todos os Serafins
E o perfume de todas as flores esquecidas
Cortejem o desabrochar de teus sonhos

Que a realidade core ante tua ausência
Singela, plácida, pungente e solene
Devota de todas as virtudes e encantos
Patrona de todos os milagres e bênçãos

Nesse abismo casto de beatitude
O sol se redime à tua magnificência
E a lua sofre a angùstia de aguardar-te

E eu de minha janela busco no brilho das estrelas
O hálito suave de teu entorpecente despertar
Para a consciência tênue de ter-te em meus braços.

Pablo Macedo
Enviado por Pablo Macedo em 11/10/2007
Código do texto: T689916

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Pablo Macedo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pablo Macedo
Aracaju - Sergipe - Brasil, 39 anos
3 textos (25 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 18:49)
Pablo Macedo