Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POESIA

A poesia me envolve,
Seduz, penetra...
Como um mito,
Rasga meus olhos
E me dá o dom da profecia.
Mas depois da performance orgástica,
Retrai-se como um punho
Cerrado no ventre
E me traduz ao avesso
Nas contrações dos obscuros desejos.
Um soco doloso, um exagero, uma simulação...
Reverbera e sangra
Parto difícil...
Transcende alma à luz do corpo desembrulhado
E me abandona
Nas veredas insones da linguagem
Com um verso natimorto
Pendurado ao peito ressecado
E com um grito profanado
Na cicatriz de minha alma em cruz.
Helena Sut
Enviado por Helena Sut em 11/10/2007
Código do texto: T690128
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Helena Sut
Curitiba - Paraná - Brasil, 47 anos
614 textos (813503 leituras)
2 áudios (1269 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 20:03)
Helena Sut

Site do Escritor