Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estandarte dos Desejos

                              Tudo nessa vida é tão efêmero,
                          E, quando ao menos vemos... Acabou.
                      Acabando esta vida de desejos e dissabores,
                      Parado dentre ventos e angustias... Lá estou.

                Olhando para este céu pintado com estrelas brilhantes,
                  Vejo-me dentre a vida, sobrevoando meus desejos.
                        Desejos congelados que ardem em brasas,
                   E me mantém aquecido por toda a noite sem fim.

                       Nessa vida tudo passa, tudo vem, tudo vai,
                                    Mas no resto... É resto.
                  E, parado dentre véus de incerteza...  Me encontro.
        Me encontro ereto como um estandarte iluminado pela luz do luar,
                           Atracado entre glória e vida... lá estou.
Lobo solitário
Enviado por Lobo solitário em 12/10/2007
Código do texto: T691213

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lobo solitário
Jaú - São Paulo - Brasil, 30 anos
37 textos (2941 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 04:27)
Lobo solitário