Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESABAFO

...Nostalgia?
Não! É só alegria...
E muita fantasia
Que sempre me arredia...
...nos momentos mágnos.
Nos instantes estéticos
Nos finais de ano;
Festando... lembrando e adorando...
E... quando muito penso...
E as outras pessoas?... Como estão neste momento?
Eu mesmo respondo-me:
Talvez, mais não contramão
Do que nas ribanceiras da utopia...
Dela, que inala o coração;
E abranda a solidão.
Pela frieza apática do ser inescrupuloso;
No bom senso dos poucos viventes...
Que plausivelmente pensam, lembram e amam.
Enquanto para outros o que mais importa é o poder
Sem olhar o desprezo e o desespero nestas vidas sofridas,
Por isso:
Indigna-me a confessar-te bloco de seres desonestos e mesquinhos,
Tu não és digno...
Tu não mereces a qualidade
...e o mérito de...
Bons seres humanos.
ARNALDO FILHO Lima da Silva
Enviado por ARNALDO FILHO Lima da Silva em 12/10/2007
Reeditado em 26/11/2008
Código do texto: T691645

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (recantodasletras.uol.com.br/autores/arnaldofilho) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ARNALDO FILHO Lima da Silva
Araguaína - Tocantins - Brasil, 29 anos
42 textos (6097 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 06:02)
ARNALDO FILHO Lima da Silva