Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GRAVIDADE

Gravidade

Mais um cristal parte-se
E eu sou todo, sendo metade
A inexprimível arte
De estar sem pertencer

Mais uma luz apaga-se
E eu sou tudo, sendo nada
A inconsciente arte
De acreditar sem entender

Mais um deserto abre-se
Asfalto, tédio, paisagem
A inconsciente arte
De ser tudo, menos eu

Outra vez a chuva
o vapor feito pluma
A inexplicável arte
Do eterno terminar

Mais uma fonte nasce
Entre todas as impossibilidades
A imprecisa arte
De o fim recomeçar

Mais um universo nasce
A síntese de um milagre
Da incompreensível arte
De ser tudo, sendo parte
Franciane Cruz
Enviado por Franciane Cruz em 12/11/2005
Reeditado em 28/01/2007
Código do texto: T70580
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Franciane Cruz
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 36 anos
43 textos (2527 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:09)