Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sou o palhaço "tristeza" do circo dos leões devoradores de corações.

Sou o palhaço “tristeza” do circo dos leões devoradores de corações.

A cara pintada de alegria.
O olho que brilha de magia.
Esconde uma tristeza.
Entre o peso e a leveza.

No picadeiro da vida, se transforma.
Num sorriso constante e forçado.
Na correria da plataforma.
As piruetas em traçado.

A alegria da criança, lambuzada de algodão-doce.
A própria felicidade arrancada pela foice.
O choro diante do espelho.
Com seu nariz de vermelho.

A solidão no final do espetáculo.
A maldição do breve humor.
O pulo bem dado, sem calculo.
Por trás da maquiagem o horror.

Ele é o sonho em preto e branco.
A gargalhada pela dor.
A ingenuidade do franco.
A certeza da perda do amor.

O colorido na expressão.
O tom final da canção.
Sempre o primeiro a cair e se levantar.
Para a tristeza do outro tratar.

Um coração salivado e confuso.
Repele os bons frutos do intruso.
A embriaguez no fechar da cortina.
A lágrima misturada com purpurina.

É a coragem de continuar.
A vida do mundo alegrar.
Mesmo com as derrotas das suas razões.
Mesmo com o coração mastigado por leões.


Dhiogo Rezende.
chokito
Enviado por chokito em 12/11/2005
Código do texto: T70782
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
chokito
Recife - Pernambuco - Brasil, 32 anos
4 textos (157 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:21)
chokito