Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sonhei que havia morrido
sonhei que te havia perdido,
inexoravelmente, sem retorno
sem mais palavras, sem mais olhares

Não queria o beijo,
mas o prelúdio deste,
o segundo antes dele
o primeiro e leve toque

A dança que nunca ocorreu
a discussão sobre o que fazer
o hálito quente na orelha descoberta
nada disso será história

Ainda bem que era um sonho
apesar do azul infinito que ma abraçava
da água quente que me continha
da leveza do movimento sem gravidade

Ainda bem que era um sonho...

JOSÉ MIGUEL DELGADO
Enviado por JOSÉ MIGUEL DELGADO em 27/10/2007
Reeditado em 07/12/2007
Código do texto: T712413

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (José Miguel Delgado - www.jmdelgado.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOSÉ MIGUEL DELGADO
São Caetano do Sul - São Paulo - Brasil, 56 anos
224 textos (35349 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 16:04)
JOSÉ MIGUEL DELGADO