Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Traíras e tucunarés

Água
Escorre no meu corpo
Cabelos molhados
Irrigando novas idéias
-Tenho idéias no correr das águas.
Todo um rito de passagem
-água em oitenta por cento de mim-
Apressa-me a abrir o chuveiro.
Correndo desde cima até o meu dedinho do pé.
Ouço marulhar a água do mar
Não aqui,
Mas no desejo de estar lá,
Com o vento contando segredos,
Roçando-me a face,
Sussurrando em meu ouvido.
Fragrância de flor-do-campo aqui
Na pele cheiro de erva-doce
Espalho e não enxáguo um óleo de algodão.
Água nas costas, no dorso das mãos
Lembro-me dos peixes da minha infância
Traíras e tucunarés...
Mais água, agora um tanto morna
Levando toda espuma para o ralo.
Cabelos gotejando sobre os meus ombros
Toalha ao redor de mim
Termino o banho
E tenho a solução para o meu humor ruim.
Valéria Britto
Enviado por Valéria Britto em 01/11/2007
Código do texto: T718706

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Valéria Britto
Arcoverde - Pernambuco - Brasil, 44 anos
78 textos (4058 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 04:07)
Valéria Britto