Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CISMA DE POETA

CISMA DE POETA

Bailando por este céu de mil encantos
Gira toda afoita, altiva senhora.
Vestindo branco, bela, noite afora,
Que comemora com chuva aos cântaros.
Quem dera ser dela o motivo,
Provocar-lhe lágrimas e risos.
Sou apenas um poeta de vagas horas.
Um ser que em cismas a venera,
E de chofre vejo-me prateado!

Tânia Mara Camargo
Enviado por Tânia Mara Camargo em 01/11/2007
Código do texto: T719387
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Mara Camargo
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 60 anos
508 textos (17569 leituras)
7 áudios (417 audições)
1 e-livros (32 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/17 20:29)
Tânia Mara Camargo