Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

= DO AMOR , SOBROU O CORPO = (Rescaldo 2)

Era uma comunidade de dois,
Calcada numa cumplicidade explícita de dar inveja...
Talvez não seja possível explicar como acabou
e se acabou porque teria acabado,
o que emerge da mente  é começo...
Depois de soterrado o amor em seu final,
é o começo que flutua no ambiente de caos
É a desordem de um relacionamento recém-acabado...

O fim tem tantas fases quanto o começo

Se o início foi adrenalinado,
turbinado por uma paixão avassaladora,
Inebriado por um desejo imenso de ficar junto,
perto, próximo, colados
Eram atos de um contaminando o outro.
Uma fagulha na palha seca de dois corações
já desacostumados a bater forte por outra pessoa.
Um crack na mente...
Era bom estar com ela!
Bom de fazer doer o sexo
à lembrança daquela figura dourada de sol
numa morenice de férias e praia
ressaltando o relevo dos seios
coroados por suas auréolas negras...
Uma paisagem por onde minha mente acostumou-se a viajar
Uma verdade onde meu corpo acostumou-se a pousar
30-10-2004
Deusa Urbana
Enviado por Deusa Urbana em 06/11/2007
Reeditado em 06/11/2007
Código do texto: T725157
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deusa Urbana
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
108 textos (4117 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 04:38)
Deusa Urbana