Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mártir inexistente

Mártir inexistente
Sandra Ravanini


Súplice instante desta hora que se trai
rompendo o elo da conquista em tocaia amante,
ocultando os desígnios do semblante
no flerte despiedoso, ó mártir que se vai.


Um grito exonerado ecoa reticente...
qual um ópio em oferenda ao narcótico,
se bebendo do espinho o gosto exótico
padece a outra voz rogando à inexistente.


Tangível resto embriagado em secreção
dormente, talvez, gotas rindo em silêncio
sorvendo o éter inebriante atrás do lenço,
amortecendo a boca alegre em contração.


Súplice grito do semblante inexistente,
tocaia em que se trai a gota âmbar desta taça
rompendo o grito aos desígnios da mordaça
e do amante espinho...ó mártir reticente!

06/08/2007
13H50

Sandra Ravanini
Enviado por Sandra Ravanini em 06/11/2007
Código do texto: T726245

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Sandra Ravanini / www.recantodasletras.com.br/autores/sandraravanini). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sandra Ravanini
Campinas - São Paulo - Brasil, 53 anos
161 textos (7172 leituras)
21 áudios (625 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 18:21)
Sandra Ravanini