Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À LUZ DO DESESPERO

À LUZ DO DESESPERO

À luz do desespero
reverbero a coragem num apelo.
À luz do desespero
colho pedras e
mais pedras da descomunhão.
É o castigo por estar no mundo,
é a fuligem na forjaria cedo,
e cedo se anuncia o dia,
partindo a lua em dois...
Na hora pois do desassossego
carrego pregos
da minha própria cruz.
E à luz do desespero
procuro ainda uma aura de luz...
Por dentro força a luz da paixão,
que não se agrega a mais nada.
À luz da própria compaixão:
o reflexo indômito de nosso amanhã...



FERNANDO MEDEIROS
Campinas, é primavera de 2007.




FERNANDO MEDEIROS
Enviado por FERNANDO MEDEIROS em 06/11/2007
Código do texto: T726548

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor Fernando Medeiros e o link para o site www.recantodasletras.com.br/autores/fernandomedeiros). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
FERNANDO MEDEIROS
Campinas - São Paulo - Brasil, 54 anos
155 textos (8771 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 17:26)