Capa
Cadastro
Textos
┴udios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

tÚdio...

O tédio personifica-se no horizonte próximo
Demasiado próximo
Tão próximo que lhe sinto a respiração
A radiação que exala
Tento-o destruir com a força do meu olhar
Mas apenas consigo fortalece-lo ainda mais

Não aguento mais…
Vou sucumbir…
Ligo a bomba relógio e preparo-me para o fim
Já está…
Já oiço o tic tac hipnótico
Morrerei mas não me importa
Entre o tédio e a morte, venha esta
Esboço as últimas rezas que invento num esforço
Peço perdão a um deus que invento
Pela blasfémia que em consciência cometi
Mas já não vale a pena…
Não há misericórdia que baste

Respiro fundo, e preparo-me para o epílogo
Está quase…
Vai acontecer a qualquer momento
A qualquer momento
A qualquer momento
A qualquer mo
Miguel Lanzarote L˙cio
Enviado por Miguel Lanzarote L˙cio em 08/11/2007
Cˇdigo do texto: T728628
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Lanzarote L˙cio
Portugal, 31 anos
6 textos (61 leituras)
(estatÝsticas atualizadas diariamente - ˙ltima atualizašŃo em 17/08/17 06:43)