Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESPELHO

ESPELHO

Estava diante do mar
enquanto o sol nascia...
Olhava para as ondas
onde a luz se refletia...
Olhava para a areia
por onde a água corria...
Olhava em todas as direções,
sentia todas as emoções...
E em todo canto eu me via...

Estava sobre a serra
enquanto a chuva caia...
Olhava para as formigas
carregando suas crias...
Pisava a terra molhada,
onde a babuja nascia...
Eu sentia o mundo inteiro,
era o próprio formigueiro
e em cada uma, me via...

Estava em uma festa
com pessoas que sorriam...
Minha´lma estava inquieta,
parecendo que sofria...
Olhava para os convidados
enquanto eles não me viam...
Por mais que  eu me procurasse,
era como se me enterrasse...
E jamais me encontraria.

Quando ia a igreja,
fortificar minha fé...
Eu olhava no altar,
o filho de Nazaré...
Procurava até achar,
aquela linha mulher...
Não sentia constrangimento,
era meu maior momento
e ali me via de pé...


Entrava escola adentro,
procurando a professora...
Via gente como eu,
nesta estrada promissora...
Olhava para o futuro
e via belas doutoras...
Sentia-me feito gente,
só chorava de contente...
Via-me em eras vindouras.

Estava na cidade grande,
pra ter acesso aos estudos...
Olhava as pessoas caladas
e aqueles soldados mudos...
Dormindo pelas calçadas
via moleques ossudos...
Não importava onde andasse,
por mais que me procurasse,
estava ausente de tudo...


Viajei pela floresta
sentindo sua harmonia...
Junto com outros colegas,
fiz passeios e pescarias...
Sentia a força das cachoeiras
enquanto a água caia...
A selva espalhava beleza,
eu não sentia tristeza
e para onde olhasse, me via...

Observando a arrogância
de pessoas que conhecia,
Procurava qualquer motivo,
para ver se entendia...
Com tantos em ressonância,
mais estranho parecia...
Revisava os meus valores,
enfrentava todas as dores,
mesmo assim, eu me perdia...

Viajando em minha mente
nas horas de lucidez,
eu percebo claramente
a forma que Deus me fez...
O mundo, aparentemente
não respeita minha vez...
perseguindo os meus valores,
somado a outros fatores,
vou vivendo entre vocês...
Jacó Filho
Enviado por Jacó Filho em 10/11/2007
Código do texto: T731324
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jacó Filho
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
3430 textos (290537 leituras)
1 e-livros (294 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 17:24)
Jacó Filho