Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema sem nome

Seu nome é tesão
Vento que atravessa a noite
Em brasa, raio e trovão
Eu vi seu nome escorrer pelos dedos

Poderia ter te feito rir à beça
Não fosse a pressa e a fome de te tocar a pele
Poderia ter te feito a mais feliz das mulheres
Não fosse essas coisas inexplicáveis da vida

Sei que te fiz o samba perfeito
O rock, minha criação mais ousada
Devassa minha imaginação a cor dos teus cabelos
Caídos molhados sobre teu dorso nu

Poderia ter te feito gozar em transe absurdo
Não fosse talvez o vacilo abusado de tirar as mascaras
Faltou pouco e o pouco que faltou foi o muito que feriu
Talvez ristes, arrepiastes, gozastes, gostastes e nem viu
Marcelo Moro
Enviado por Marcelo Moro em 10/11/2007
Código do texto: T731591

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Moro
Americana - São Paulo - Brasil, 47 anos
101 textos (2480 leituras)
2 e-livros (41 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 22:47)
Marcelo Moro