Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palavras

Palavras ditas.
Palavras bem ditas.
Palavras mal ditas.
 
Oh, seres demiurgos ou senão seres
saindo do porão  indo  até o sótão.
Começando do universo, encontrando-se no canto e quem sabe na escuridão.
Na imobilidade aparente até a mobilidade cadente do olhar.
Pela “memória que sonha e pelo devaneio que lembra”...
 
...Palavras ditas.
Palavras bem ditas.
Palavras mal ditas.
 
O que seria da constituição do homem, ligado a um passado ou em outras vidas, senão fossem as palavras, que meramente significam suas indagações e o fazem, às vezes, querer sair do senso comum e talvez ressonar com um outro matiz, a sua imbecilidade?
 
 
Palavras ditas....
Palavras bem ditas....
Palavras mal ditas....
Se tornam um dia, palavras vividas.
 
 
No âmago do ser, a essência Divina torna-se demiurga...
Pelos atos somos, postura
             Pela ressonância, expansão
             Pela repercussão, seres desejantes...
             Por sermos desejantes, fazemos rupturas.
             Para rupturas, “lagos com peixes-respostas” ficam fadados ao passado.    São obsoletos. Imperscrutáveis.

Scheilla Oliveira
Enviado por Scheilla Oliveira em 13/11/2007
Reeditado em 07/07/2013
Código do texto: T736085
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Scheilla Oliveira
Varginha - Minas Gerais - Brasil, 52 anos
26 textos (5430 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 20:59)