Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

1601-DENISE BRANDÃO / BRASIL-USA / SÉRIE :IDISSIOSSINCRASIA DA DÉ(6)

1601-DENISE BRANDÃO / BRASIL-USA / SÉRIE :IDISSIOSSINCRASIA  DA  DÉ(6)

“Quem te viu, quem te vê,
quem não te conhece
ainda pode te ver pra crer
e quem já te conhece
já não pode te esquecer...”
Dé, que eu amei antes de nascer,
que carreguei nos braços ao nascer,
que dei mamadeira e sopinha...
Dé que troquei a fraldinha...
Dé que eu vi brincar no alpendre
em Iguatama e ligar sua radiola...
Dé que eu vi nadar no Clube ...
Dé que eu vi andar de bicicleta...
Dé que eu crismei numa festa
cristã memorável, inesquecível.
Dé que levei às compras e no parque...
Dé que eu vi desfilar tantas vezes,
Dé que eu vi em Belo Vale,
na casa da Tia  Lia,
em Congonhas na casa da Tia Lenir,
em Ipatinga na casa do Tio Lineu,
Dé que eu vi nos aniversários,
sempre aplaudida,
pelas apresentações artísticas,
Dé que carregou meus filhos no colo,
Dé que eu fotografei tantas vezes
e até filmei...que saudade,
Dé que me escutou de verdade,
Dé...até minha confidente,
quando eu era feliz e não sabia...
Dé, obrigada por você existir
em minha VIDA!
Eu te amo, filha que eu queria ter!
---***---
Silvia Araujo Motta
Enviado por Silvia Araujo Motta em 17/11/2007
Reeditado em 17/11/2007
Código do texto: T740297
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Silvia Araujo Motta
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 66 anos
6948 textos (699449 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 00:14)
Silvia Araujo Motta