Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

1603-DENISE BRANDÃO / BRASIL-USA / SÉRIE :MUSA-Poema (8)

1603-DENISE BRANDÃO / BRASIL-USA / SÉRIE :MUSA-Poema comemorativo (8)

Poema Nº 1603
Por Sílvia Araújo Motta

Vem linda musa e canta
que mesmo distante
poderei ouvir seu canto!
Ouça minha voz que avança
e solfeja com Gonzaguinha:

“Viver...e não ter
a  vergonha de ser feliz,
cantar, e cantar, e cantar,
a beleza de ser um eterno aprendiz...
Eu sei, que a vida devia ser bem melhor
e será? Mas, isto não impede que eu repita:
é bonita, é bonita e é bonita.”

Avante! Quer chorar? Chore!
Quer sorrir? Sorria! Sorria!
O espírito é leve, influi e flui
no espaço infinito que um dia
sua maior lição instrui...

Enfrente de cabeça erguida,
a neve, o trabalho, o cansaço,
se for preciso lutar na vida...
Transforme em laço o embaraço
capaz de trazer o novo abraço.

Denise, adornada de meiguice,
o que devo dizer nesta comemoração?
Conserve a pureza de sua meninice
a vivência de alegria e da oração,
o amadurecimento na decepção.

Parabéns pela sua vida vivida,
de amor e valor à Maria Olívia.
Ousada, querida, atrevida,legal,
de gosto apurado para a alegria
apaixonada, mulher internacional!

Parabéns pelo seu dia!

Belo Horizonte, 2 de maio de 2005.
---***---
Silvia Araujo Motta
Enviado por Silvia Araujo Motta em 18/11/2007
Reeditado em 18/11/2007
Código do texto: T741805
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Silvia Araujo Motta
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 66 anos
6950 textos (700088 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 06:31)
Silvia Araujo Motta