Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Outras Vidas

Outras vidas deambulam
No enigma desta mente.
Pensamentos coagulam
Em meu torno firmemente.

Sou cheio e mascarado
Mesmo quando sou sincero.
Sou papel de rebuçado
Dum sabor que nem eu quero.

Contribuo sem porquê
P’ró que sou que não me vive.
O que sou ninguém mo vê
E o que vivi não o tive.

Mas vivo o que em mim passeia
Como se de eu se tratasse.
E à minha vida encontrei-a
A pedir-me p’ra que a amasse.

Muitas luas se encherão,
Muitos sois se hão-de pôr,
Até que este coração
Consiga entender o Amor.

Perante isto encolho os ombros
Mostrando desinteresse.
Entretanto nos escombros
Olho a vida que se esquece.

Calo à força estes gritos
engulo em seco estes sapos.
Tenho visto os infinitos
A transformarem-se em trapos.

Lembro os sonhos que já tive
E comparo co’os de agora.
Há em mim algo que vive
Só p’ró sonho se ir embora.

Mesmo assim muitos cá ficam
na miragem, não na meta.
Dos que não se justificam
Minha mente está repleta.

Conto as metas pelos dedos
As que tenho ou foram tidas.
Só sem medos ou segredos
Se atingem outras vidas.
Krinkelhas
Enviado por Krinkelhas em 18/11/2007
Código do texto: T741892

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Krinkelhas
Portugal, 31 anos
16 textos (381 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 20:41)
Krinkelhas