Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Instante da lenbrança

sussurrro de vontade
desleau, leaudade
que vem
com voz fraca

incansavel voz repetitiva
mas não altiva
instintivo
de caso pensado

hoje,ainda hoje
sonho te ver

mas o que é a saudade
fria degeneração
ou o sofrimento
da santidade

diga averdade
de quando chora
pela hora
que não passa

mas que se arrasta
implora,perdoe

vamos senhora
ja velha e nova
esqueceste do amor
que revigora?

doce criança
de lindas tranças
liso cabelo
que em lenbranças,dança

monótono lembrar
o que lembro

meus sussurros
ainda imploram
neste segundo
meus olhos choram
Sem Nomes
Enviado por Sem Nomes em 19/11/2007
Código do texto: T742918
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sem Nomes
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 29 anos
113 textos (4556 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 14:52)
Sem Nomes