Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEFINHO


Definho, quase morro...
Na solidão que ronda,
do vazio de alma
que me sonda
e, sem socorro,
Definho...

Os olhos cansados
já nem vêem a aurora,
que ressurge
como a querer fazer-me viver
e, o tempo urge,
a vida passa lá fora
E eu, definho

A tristeza cresce,
evolui a falta de vontade
de um dia ser feliz...
já nem existe mais prece
que faça apagar-se a cicatriz...
o coração chora sozinho
e eu, de saudade,
definho...















Lara
Enviado por Lara em 22/03/2005
Código do texto: T7430
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lara
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 61 anos
113 textos (9671 leituras)
3 e-livros (253 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:30)
Lara