Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saída

Saída
maria da graça almeida
 
Sairei da tua vida
sem as dores da paixão.
Secarei minhas feridas
no unguento da razão.
 
 Mente sóbria e face ao vento
não computam  prejuízos.
Boca oca de lamentos,
olhos cheios de sorrisos.
 
Passos largos, seta longa,
linha certa, ou contramão.
Sigo em frente e sem delongas
reafirmo a  intenção.
 
 Ora deixo a tua vida,
sem temores, sem afã.
Largo a chave na saída,
levo o ontem e o amanhã.
 
maria da graça almeida
Enviado por maria da graça almeida em 23/03/2005
Reeditado em 15/06/2012
Código do texto: T7439
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
maria da graça almeida
São Paulo - São Paulo - Brasil
248 textos (14650 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/16 20:48)
maria da graça almeida