Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quinquilharia

                                                        P/ Rânia

Garimpo pedaços de história;
Fita de cabelo, prendedor,
Cartão de Natal, regador,
Castiçal, jogo de memória;
Arranjo empoeirado de tanto enfeitar,
Anel, pulseira, brinco, colar,
Mensageiro do vento desfalcado,
Calendário do ano retrasado,
Chave, concha, duende;
Coisa que se guarda, mas não se entende,
Da memória não se apaga,
porque está ainda presente.
As coisas que já deixamos de lado,
Ainda decoram o nosso passado.
Anjo, cruz, objeto místico;
Sinto que não tenho dom artístico,
Mas estou fazendo arte, com toda essa limpeza;
Um arranjo novo já vai estar sobre a mesa.
Quero abrir espaço para nova energia,
Descartando o que não tem mais serventia.
Cada objeto deste, pode um dia,
Voltar pra mim todo refeito;
Em forma de quadro, enfeite ou escultura,
O Universo se encarrega de dar um jeito,
Basta uma simples demão de ternura,
Pra toda essa quinquilharia
Transformar-se na mais concreta poesia;
Sinônimo de arte pura.





Elizabeth F de Oliveira
Enviado por Elizabeth F de Oliveira em 20/11/2007
Código do texto: T745259

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elizabeth F de Oliveira
São Luís - Maranhão - Brasil
124 textos (9224 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 16:02)
Elizabeth F de Oliveira