Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tristeza

Quando a tristeza me acena,
Alivio o passo,
Não rabisco um só traço,
Porque sinto que me condena.
Se a tristeza é iminente,
Já sei que vou ficar doente,
De tanto apanhar da solidão;
Tristeza vem sempre acompanhada
Dos males do coração;
Que depois de tão esprimido,
De tanto já ter sofrido,
Teve a última lágrima centrifugada.
Tristeza, sua danada,
Passa reto, vá embora!
Ninguém agüenta viver desse jeito!
Desagarre do meu peito
E me deixe sossegada.
Já está mais do que na hora.
Elizabeth F de Oliveira
Enviado por Elizabeth F de Oliveira em 21/11/2007
Código do texto: T746375

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elizabeth F de Oliveira
São Luís - Maranhão - Brasil
124 textos (9224 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 12:31)
Elizabeth F de Oliveira