Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Prisioneiro

Eu fui o sonho que acordou...
Eu fui à esperança que morreu...
Eu fui à lágrima do olhar...
Eu fui à tristeza do adeus...

Eu vivi uma verdade feita de mentiras...
Recriei fantasmas de vãs fantasias...
Eu fui às pedras soltas do caminho torto...
Hoje estou morto de viver sem sentido...

Algema, cárcere, chicote...
Tenho um átomo de cruz...
Sou prisioneiro dessa liberdade de não saber quem sou...

.........."Quem sou eu"...........
Altemar Oliveira França
Enviado por Altemar Oliveira França em 23/11/2007
Código do texto: T748739

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Altemar Oliveira França e o site www.recantodasletras.uol.com.br/"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Altemar Oliveira França
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil, 38 anos
22 textos (583 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 21:03)
Altemar Oliveira França