Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Boato

A lua agora tem concorrente.
Marte, com seu ar insolente
Prometeu dividir o espaço.
Riscou o céu com um só traço
E resolveu brilhar no lado que lhe pertencia.
A lua, que nada entendia,
Ficou no seu canto assistindo
O planeta vermelho se insurgindo,
Como se a culpa também fosse sua.
Ainda bem que tudo não passou de um boato,
Pois a Terra continua com uma só lua
Pra comprovar a veracidade do fato.








Este poema foi feito por causa de um boato que surgiu na internet falando de que Marte estaria muito visível no céu, mais ou menos do tamanho da lua.
Elizabeth F de Oliveira
Enviado por Elizabeth F de Oliveira em 23/11/2007
Código do texto: T749103

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elizabeth F de Oliveira
São Luís - Maranhão - Brasil
124 textos (9226 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 23:00)
Elizabeth F de Oliveira