Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amargas Decepções


Tens tantos sonhos, e agora os vê aí,
despedaçados como ruínas silenciosas...
E chorar perante a destruição não muda nada.
E tem vez que nem chorar se pode,
pois o olhar ficou seco e quieto.

E vossa família não está mais tão perto,
para lhe acolher, para lhe abençoar.
E vossos amores não deram em um final feliz...
Agora vossos olhos desiludidos e medrosos
observam o céu, perdidos,
e uma lágrima desce silenciosa e vagarosa...

Que fazer neste momento?
Chorar até que a tristeza esvaia-se e arraste tudo:
levando vossas lembranças,
vossas noções de tempo,
vossa consciência.

Querias poder conter o sono das pedras:
um sono eterno e sem pensamentos.
Entretanto, às vezes, quando se está triste,
alguns sonhos são sombriamente inúteis,
pois a mente voa...

E vosso coração está parado agora, quieto agora,
pois nem há tantos motivos a bater...

Naum Estandarte
Enviado por Naum Estandarte em 24/11/2007
Reeditado em 24/11/2007
Código do texto: T750922
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Naum Estandarte
Indaiatuba - São Paulo - Brasil, 27 anos
1 textos (13 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 10:50)
Naum Estandarte