Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À LUÍZA CAETANO

À LUÍZA CAETANO

Quando as floradas nascerem
E o Tejo desabrochar
Seus poetas,
Escritores da Liberdade,
Como Luíza Caetano.
Onde o oceano cantar
E recantar seus lírios,
Uma homenagem
Como um ramalhete
De flores.
Luíza Caetano
Descreve seu encanto
Como uma escritora
Da liberdade.
Como floradas
Do Tejo da nossa
Pátria-Mãe,
Do nosso eterno Portugal,
Segue aqui uma
Homenagem triunfal
À Luíza Caetano,
Cujo nome
Avança os oceanos
E vem nos felicitar,
Quando as floradas
De Portugal e
Do Brasil
Se encontrarem...

Luíza,
A criadora das imagens
E das poesias que
Comovem,
Poeticamente habitando
A Terra,
Dita,
Caetano,
sonhando,
Lírica e oceanicamente,
A exata distância poética
Entre Brasil e Portugal.



FERNANDO MEDEIROS e
SÍLVIO MEDEIROS.

Campinas, é primavera de 2007.
SÍLVIO MEDEIROS
Enviado por SÍLVIO MEDEIROS em 26/11/2007
Código do texto: T753226

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor (Prof. Dr. Sílvio Medeiros) e o link para o site www.recantodasletras.com.br/autores/silviomedeiros). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
SÍLVIO MEDEIROS
Campinas - São Paulo - Brasil, 61 anos
268 textos (360661 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 20:52)
SÍLVIO MEDEIROS