Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SILÊNCIO NOTURNO


Nesse silêncio noturno
onde os pássaros se recolhem
a coruja com seu pio
os lobos uivando
A Mãe Natureza
recolhendo o seu néctar
buscando sua essência
para o novo amanhecer
trazer a toda humanidade
o seu amor
o seu entendimento
para que todos
compreendam
que nada devemos depredar
e sim conservar
amar e proteger.
Mas o medo impera o planeta
e a ambição devora
todos os corações
e em uníssono
destruímos tudo
todos os corações
toda sua criação
por medo de que não
sei dizer
medo de nada ter
mas nada fazem para conservar
e nesse medo terrível
que assola toda a humanidade
com seus gritos doidivanos
lançando foguetes
matando inocentes
buscando poder
levantando a lança
da guerra
para o domínio
de toda a humanidade
Sim...
esse é o medo existente
dentro de cada ser
Medo de perder
Medo da revolta
Medo de nada ter
e não ser mais abençoado
pela mãe natureza
que esta sendo destruída
a cada amanhecer
Mas temos que entender
que somente nós
somos culpados
por esse medo que assola
a humanidade
E não da Mãe que somente
quer o plantio
o regar de seu amor
a todos os seus filhos
nossos irmãos.
 
Loba do Cerrado
ZEL
Enviado por ZEL em 23/03/2005
Código do texto: T7535
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ZEL
Aparecida de Goiânia - Goiás - Brasil, 69 anos
311 textos (33936 leituras)
8 e-livros (803 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:21)
ZEL