Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A que vem borbulhosa?

Está aqui espuma dos mares a guiar-se na impaciência e sopro dos deuses. A que vem borbulhosa?

És também tu, mendigo, concebido nos nãos e olhares ao chão, a traçar um caminho pelo choro dos anjos.

Afogam-se agora estranhos solitários nas lágrimas vertidas de sangue. Que mar vermelho é este?

E as espumas? A... as espumas – a dançar pela inquietude dos estômagos e rostos perdidos, permanecem espumas a borbulhar.

Esperança? Sim. De que um dia o vermelho do oceano renasça nas cores do amor, sejam elas quais for.

Vermelhas cinzas, azuis ou... quem sabe borbulhosas?
Thiago Castro
Enviado por Thiago Castro em 23/11/2005
Reeditado em 24/11/2005
Código do texto: T75460
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Thiago Castro
Curitiba - Paraná - Brasil, 33 anos
12 textos (414 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:23)
Thiago Castro