Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESSA CHUVA MIUDINHA!


Cai a chuva miudinha
E para tristeza minha
Fico à janela sentado.
Ouvir seu som na vidraça
Vendo lá fora, se passa
Uma moça pra meu agrado!
Ouço o seu tilintar
Há uma magia no ar
Algo me faz divertir.
Sinto um calor ardente
Uma dor meu peito sente
Quando te vejo sorrir!
Essa chuva que cai forte
Muda o rumo à minha sorte
Se te vejo aparecer.
Se não vens para o meu lado
Traças meu sangue sagrado
E acabarei por morrer!
Juntinhos só nós os dois
Seremos um só depois
Do destino estar unido.
E a chuva pode cair
Nunca iremos desistir
Estando o mundo destruído!
Felizes eternamente
Cada gota que se sente
Debaixo do nosso olhar.
Molha o teu rosto rosado
E é tão certo o nosso fado
Que sempre te hei-de amar!


O Poeta Alentejano
Enviado por O Poeta Alentejano em 27/11/2007
Código do texto: T755315
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O Poeta Alentejano
Portugal, 50 anos
855 textos (13800 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 16:29)
O Poeta Alentejano