Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando chegar a hora


Quando chegar a hora
Que este infausto, imundo e infame.
Apêndice de carne apodrecer
Não chorem por mim lagrimas insossa
Quando chegar a hora
Que este indômito, insano e vil.
Corpo se desfalecer
Não regozijem por mim palavras infalsas
Deixem este corpo pálido e inerme
Misturar-se aos vermes
Adubar as sementes
Que alimenta toda essa gente.
poeta plebe
Enviado por poeta plebe em 29/11/2007
Código do texto: T757799
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
poeta plebe
Abreu e Lima - Pernambuco - Brasil, 40 anos
108 textos (2545 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 11:17)